Educação: as novas habilidades e competências fundamentais

Smiling indian latin deaf disabled child school girl learning online class on laptop communicating with teacher by video conference call using sign language showing hand gesture during virtual lesson.

Com frequência, o blog da iPlace Educacional aborda questões que trazem o futuro para a sala de aula do presente. Afinal, um dos principais desafios das escolas é tornar o ensino mais atrativo, inclusivo, personalizado e inovador. Sobretudo para capacitar os estudantes para as profissões que ainda estão por vir. Para tanto, investir no desenvolvimento das habilidades e competências essenciais para o século XXI é fundamental.

Inclusive, é justamente isso que preconiza a todas as instituições de ensino do país a nova Base Nacional Comum Curricular. Afinal, ela se apoia em pilares conectados ao pensamento crítico, à capacidade de argumentação e à habilidade para resolver conflitos. Além disso, estipula dez competências cognitivas e socioemocionais tidas como indispensáveis ao desenvolvimento dos estudantes.

Dessa forma, a BNCC não apenas reforça a importância da capacidade de compreensão de conceitos básicos de letramento e numeracia. Mas, também, inclui no currículo temas essenciais como alfabetização digital, programação e aplicação de tecnologias de informação. Aliás, tudo isso se conecta com as lições da pandemia de coronavírus – que evidenciou a imprevisibilidade da vida contemporânea. Logo, desenvolver habilidades e competências para saber lidar com mudanças rápidas e tempos desafiadores tornou-se inadiável.

Atenção ao currículo: 5 temas para fomentar habilidades e competências indispensáveis

1.     Multidisciplinaridade a partir da metodologia STEAM

Certamente, a necessidade dos jovens adquirirem conhecimentos e habilidades relacionadas à competitividade econômica é um fator central. Sobretudo em função da transformação de uma economia baseada na informação para uma baseada no conhecimento e rápidos avanços tecnológicos. Afinal, novas percepções são vistas como forma de agregar valor à sociedade.

Consequentemente, há grande interesse global em STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática, em Português), empreendedorismo, pensamento criativo e inovação. Uma vez que essas habilidades e competências apresentam enorme potencial para desenvolver novos conhecimentos e transformar o trabalho. Assim como para criar novas formas de emprego.

2.     Desenvolvimento de habilidades socioemocionais

Outra questão importante em relação a habilidades e competências do século XXI é prover aos futuros trabalhadores características altamente valorizadas. Não apenas pelo setor empresarial, mas também pelos clientes e consumidores locais e globais. Como, por exemplo, o pensamento crítico, resolução de problemas, colaboração, cooperação, iniciativa e inovação. Aliás, essas competências se enquadram como habilidades socioemocionais e representam qualidades valiosas para uma participação ativa e eficaz no mundo corporativo. Sobretudo em um ambiente de trabalho que costuma passar por rápidas mudanças. Afinal, situações como essa demandam profissionais com habilidades e competências fluidas, maleáveis e flexíveis.

3.     Formação Integral

Atualmente, vivemos numa sociedade cada vez mais plural. Logo, é imprescindível que a escola explore temas relacionados a atitudes e valores considerados universalmente aceitos pela comunidade mais ampla. Ou seja: respeito, responsabilidade, compaixão e empatia também são habilidades e competências que ganham ainda mais espaço no ambiente escolar. Afinal, elas apoiam e ajudam a estabelecer a coesão social, a equidade, os direitos humanos, a cidadania, a inclusão e a união.

4.     Relações interpessoais e persistência diante de problemas

Também é essencial aos jovens desenvolver conhecimentos, habilidades e disposições necessárias para se relacionar com os outros. Assim como manter o esforço diante de contratempos, realizar seu potencial e construir um futuro positivo, saudável e produtivo. Além de serem úteis à bagagem profissional, essas questões são fundamentais ao bem-estar do aluno e essenciais à vida adulta. Além disso, são características valiosas para acessar e manter empregos e para gerenciar com sucesso as crescentes demandas de trabalho.

5.     Valorização da arte e da sustentabilidade

Outro tema que recebe atenção é o aumento da valorização das qualidades estéticas exploradas e engajadas por meio das artes. Assim como as responsabilidades associadas à proteção ambiental. Consequentemente, destaca-se a necessidade de compreender e agir de maneira mais sustentável. Não apenas em relação à saúde do ser humano e do planeta como um todo. Mas, também, de desenvolver, celebrar e preservar o patrimônio cultural e a expressão criativa.

Preparação global

Quando consideradas em conjunto, essas habilidades e competências vão além da preparação para o mercado de trabalho do futuro. Uma vez que contribuam para o bem-estar do indivíduo, da comunidade local, do país e do planeta. Tanto em termos econômicos quanto sociais, ambientais e pessoais. Por isso é tão importante que os estudantes desenvolvam características que ajudem o mundo e a população global a prosperar. Seja por meio da comunicação, da agilidade, da flexibilidade, da compassividade, da empatia, da confiança, da justiça e da inovação. Assim como da reflexão, do pensamento crítico, do letramento digital, da positividade em relação ao seu potencial e contribuição.

Assim, é fundamental realizar um trabalho uniforme e alinhado entre currículo, ensino e aprendizagem, avaliação e relatórios. Para isso, a tecnologia pode ser a melhor aliada para enriquecer as experiências de alunos e professores. Sobretudo a partir de um ecossistema seguro, robusto e confiável com o da Apple. Então contate agora mesmo um especialista da iPlace Educacional e dê o próximo passo!

 

 

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Veja também: