E-commerce: 4 aspectos que favorecem as compras online

Men using laptop computer at work. Online shopping, internet banking concept

Cada vez mais empresas têm percebido a importância de observar e avaliar o comportamento de compra do consumidor. Aliás, não apenas aquelas baseadas em modelos de negócios B2C, mas também em B2B. Afinal, os avanços da internet e o surgimento do e-commerce deram origem a uma jornada do cliente totalmente nova – tanto em relação ao consumo online quanto offline. Desse modo, acompanhar as tendências de mercado e atender às novas demandas do seu público é essencial.

Por isso, detalharemos a seguir os principais fatores que influenciam na decisão de compra dos clientes no e-commerce. Além disso, traremos aqui uma abordagem sobre a integração entre o varejo e as vendas online. Confira:

Vantagens atreladas ao e-commerce

Comodidade, menor preço e facilidade de encontrar o produto desejado. Sem dúvida, esses são os principais motivos que levam os consumidores a optarem por realizar compras online. Afinal, poder comprar de onde estiver, sem precisar se deslocar e enfrentar filas, traz conforto e praticidade. Além disso, comprando no e-commerce o consumidor tem acesso a algumas vantagens que o varejo não pode proporcionar. Como, por exemplo, encontrar grande variedade, poder comparar preços facilmente, acessar avaliações de outros consumidores e ainda pagar menos.

Preço

À primeira vista, o fator que mais chama atenção dos consumidores no e-commerce diz respeito aos preços mais acessíveis. Isso porque lojas online geralmente conseguem atingir preços mais baixos em relação às lojas físicas. Aliás, este fenômeno é fácil de explicar: os custos de manter um e-commerce são muito mais baixos. Assim, as lojas online acabam sendo mais atrativas para o consumidor que busca economizar.

Comodidade e facilidade

O e-commerce oferece a possibilidade de comprar de onde estiver, encontrar rapidamente o produto e recebê-lo onde quiser. Aliás, a entrega é algo cada vez mais decisivo nas tomadas de decisão dos compradores. Pesquisas apontam que a velocidade e o custo da entrega podem superar até mesmo os fatores preço e atendimento.

Informações detalhadas dos produtos

Os produtos vendidos em lojas online têm descrição detalhada disponível, inclusive com as especificações técnicas. Além disso, também é possível ver a avaliação de outros compradores. Logo, o consumidor pode tirar suas próprias conclusões baseando-se nas informações de clientes que já adquiriram aqueles produtos.

A soma desses fatores faz com que os consumidores de até 40 anos prefiram comprar online. Enquanto isso, consumidores mais velhos seguem optando por ir às compras nas lojas físicas. Diante disso, a integração entre varejo e e-commerce tem se mostrado a opção mais interessante na maioria dos casos.

Integração entre varejo e e-commerce

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que esse já era um movimento natural do mercado. No entanto, ele foi acelerado por conta do cenário imposto nos últimos anos. Nesse período, muitas empresas, de todos os tamanhos, sobreviveram ou aumentaram seus lucros por conta dessa integração. Agora, a tendência é a de que essa relação siga se expandindo com cada vez mais estratégias conjuntas de vendas.

Afinal, assim como clientes B2C, os B2B também estão pesquisando produtos e serviços para compras corporativas na internet. Sobretudo porque até mesmo as pequenas e microempresas estão investindo em negociações digitais. Consequentemente, o fato também deve impactar no aumento da expansão do e-commerce B2B.

Aliás, se você precisa de ajuda para  transformação digital da sua empresa, conte com a iPlace Corporativo!

 

Foto: iStock/Poike

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Veja também: