Colaborar para inovar: a nova receita de sucesso nos negócios

inovacao-nos-negocios

Como já mostramos aqui, a disrupção é um dos principais efeitos da transformação digital. Afinal, o ritmo acelerado das mudanças não oferece mais às empresas a opção confortável de “esperar para ver”. Pelo contrário: desafiado, o mercado começa a convergir e, consequentemente, afetar modelos de negócios antes consagrados.

Isso porque, motivadas a inovar de maneira mais rápida, muitas empresas estão buscando firmar parcerias, inclusive com seus principais concorrentes. Aliás, se você acha que conhece quem são todos os seus adversários, talvez seja o momento de repensar essa convicção. Pois, assim como até a Netflix identificou, seus competidores podem surgir a partir de outras áreas.

Por conta disso, além de encontrar seu lugar no mercado, muitas organizações estão investindo na expansão para novos segmentos. Dessa forma, ao mesmo tempo em que permanecem na vanguarda, também conseguem inovar, posicionando-se à frente das outras. Como resultado, dificilmente serão surpreendidas por novos concorrentes.

Exemplo disso é a varejista Walmart, que em 2010 a adquiriu a Vudu, fornecedora de serviços de vídeo sob demanda. Da mesma forma, recentemente o Alibaba, outro protagonista do varejo mundial, fechou contrato com a Ford, fabricante de automóveis. Somando sinergias, a ideia é viabilizar o aluguel de carros a partir de gigantescas vending machines espalhadas pela China.

Além do setor automobilístico, o Alibaba já busca inovar no ramo de hotelaria. Para tanto, planeja oferecer robôs que ajudem os funcionários na execução de tarefas específicas de serviço de quarto. Completa a lista de tantos exemplos a Amazon, que se reinventou inúmeras vezes para diversificar sua oferta.

 

Cinco dicas para inovar nos negócios

Manter a relevância de um negócio num ambiente que apresenta mudanças constantes é, certamente, desafiador. Porém, quem atua na vanguarda da tecnologia consegue identificar a melhor maneira de lidar com o desconhecido. Afinal, inovar significa agir com sabedoria, observando o mercado para elaborar estratégias que antecipem as transformações. Então, além de tirar o melhor proveito de recursos e ferramentas, vale observar algumas dicas. Confira:

 

  1. Conheça seus concorrentes

Identifique quem são seus principais concorrentes, o que eles oferecem e o que os torna únicos.

 

  1. Conheça os consumidores

Procure saber quem são seus clientes, o que eles procuram e o que entendem como mais importante. Com isso, será possível entender o que aquela experiência e/ou produto estão lhe proporcionando. Da mesma forma, você conseguirá descobrir o que os fez escolher a sua empresa e não qualquer outra.

 

  1. Descubra novos mercados de atuação

Não tenha medo de procurar novos mercados, especialmente aqueles baseados em novas tecnologias. Incluem-se aí novos clientes, outros países e até novas áreas de negócios. Aproveite seu conhecimento em relação aos próprios clientes para identificar outros serviços, produtos e tecnologias que você pode oferecer.

 

  1. Invista em parcerias para inovar

Dedique-se a acompanhar as tecnologias e inovações mais recentes do mercado. Mesmo aquelas que estejam fora da sua área de negócios. Ao mesmo tempo, não deixe de criar parcerias com outras empresas, universidades e startups. Afinal, a colaboração ajudará sua empresa a manter a relevância e, inclusive, a se reinventar sempre que necessário. Além disso, essas trocas e experiências funcionam como testes de mercado, podendo render mudanças mais ágeis e econômicas.

 

  1. Pense no futuro

Mesmo com a velocidade que o mercado apresenta hoje, lembre-se sempre de planejar seu modelo de negócios para o futuro. Logo, pense nos próximos anos e siga as tendências do consumidor. Além disso, invista sempre em tecnologia e na identificação de seus concorrentes. Afinal, seu principal ativo é o seu cliente e, para conquistá-lo, é preciso oferecer o que ele espera obter.

Foto: iStock/nd3000

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Veja também: